O que são Ações Blue Chip?

O que são Ações Blue Chip?


21 Jun 2019

O termo "Blue Chips” é frequentemente usado para descrever ações. No entanto, muitas pessoas não sabem o que são ações blue chip. Neste artigo, vamos analisar as caraterísticas das ações blue chip, com exemplos, e vamos discutir todas as diferentes formas de negociar com as mesmas.

Definição - O que são ações blue chip?

Embora não exista uma definição precisa de ações blue chip, o termo é utilizado para referir as ações de empresas bem estabelecidas, rentáveis e grandes. Em geral, estas são empresas que existem há muito tempo, que oferecem produtos e marcas bem conhecidas e que representam os líderes do mercado nos seus respetivos setores de atividade. Além disso, muitas vezes, essas empresas são empresas multinacionais com filiais em muitos países do mundo.

O termo "blue chip" foi efetivamente emprestado pelo poker, porque os chips de poker azuis têm o valor mais elevado. O termo foi utilizado, pela primeira vez, nos anos 20 para referir as ações das grandes empresas, bem estabelecidas e rentáveis.

A maioria das ações blue chip está constantemente a aumentar em valor e são consideradas como estáveis. Além disso, oferecem rendimentos atraentes em dividendos. São diferentes das ações especulativas, muitas das quais são voláteis e ainda não são rentáveis.

Por último, quase todas as ações blue chip estão incluídas nos principais índices de ações, tais como Dow 30, S&P500 e FTSE 100.

Johnson and Johnson 1970 a 2019 - Um gráfico típico de uma blue chip
*Johnson and Johnson 1970 a 2019 - Um gráfico típico de uma blue chip

Alguns exemplos de ações blue chip

Poderá encontrar abaixo exemplos bem conhecidos de ações blue chip. Esta tabela mostra uma variedade de ações em diferentes setores de atividade que são consideradas blue chip. Não são necessariamente as maiores ou melhores blue chip, mas sim uma seleção cruzada de exemplos de diferentes setores.

EmpresaPartilhar PreçoCapitalização de mercado (milhares de milhões)
Microsoft$ 117,65$ 892
Apple$ 186,12$ 883
Amazon$ 1,761$ 852
Johnson & Johnson$ 137,60$ 369
JP Morgan$ 106,80$ 345
Exxon Mobile$ 80,87$ 343
Visa$ 154,59$ 336
Walmart$ 99,85$ 289
Bank of America$ 29,65$ 287
Pfizer$ 42,30$ 244
Merck and Co.$ 81,29$ 214
A Empresa Boeing$ 373,43$ 213
Coca Cola$ 45,46$ 196
Walt Disney$ 110$ 163
McDonald's$ 183$ 140
Starbucks$71,38$ 88

Provavelmente, conhecerá a maior parte, se não todas essas empresas. Poderá também constatar que são líderes nos seus respetivos setores de atividade e que a maior parte já opera há 40 anos ou até mais.

Os prós e contras do investimento em ações blue chip

As marcas mais conhecidas que pertencem às empresas blue chip
*As marcas mais conhecidas que pertencem às empresas blue chip

É muito raro as empresas blue chip irem à falência. Isto significa que há menos risco de que o preço da ação blue chip não vá recuperar após um declínio dos preços.

Estas são empresas que têm um modelo de negócio já comprovado e que usaram os seus ganhos retidos para crescer mais. A maioria delas também tem uma grande vantagem competitiva. Isto faz com que seja muito difícil que os outros concorrentes usurpem as suas quotas de mercado.

Ao contrário das ações blue chip, as ações que não sejam consideradas blue chip são frequentemente negociadas a preços que refletem o seu potencial futuro e não os lucros do saldo atual. Se este potencial não for concretizado, o preço da ação deverá ajustar-se em algum momento.

Os grandes investidores institucionais investem a maior parte dos seus fundos em ações blue chip, e gostam de comprar quando os preços caem. Isto reduz a volatilidade destas ações e aumenta a sua liquidez.

O maior inconveniente das blue chips é que não crescem tão rapidamente como as empresas mais pequenas e em crescimento rápido. Todos os anos, existe um grupo de ações (geralmente ações de empresas da indústria tecnológica) que superam as blue chips, embora este desempenho tenha origem numa maior volatilidade e risco.

Finalmente, algumas empresas blue chip estão em falência. A razão poderá dever-se a mudanças na tecnologia ou tendências de consumo. Os fabricantes de câmaras analógicas e os fabricantes de automóveis são exemplos de empresas que não são o que costumavam ser. Muitas cadeias de retalho tradicionais encontram-se atualmente numa espiral descendente.

Por esta razão, os potenciais investidores devem sempre interrogar-se se haverá um setor desse tipo no futuro, antes de investirem numa empresa do mesmo.

Como investir em ações blue chip?

Existem várias formas de investir em blue chips. Além de comprar as ações, também podemos comprar CFDs, futuros, opções e até opções binárias sobre a respetiva ação.

Clique aqui para saber mais sobre a negociação de ações.

Compra e propriedade de ações blue chip

A abordagem tradicional para investir em blue chips é, na verdade, a compra de ações dos mesmos e a sua detenção durante um longo período de tempo. É isso que Warren Buffet, o investidor mais famoso do mundo, está a fazer.

Existem alguns prós e contras nesta abordagem. Quando possuimos ações numa empresa que gera lucros constantes, ao longo do tempo, a empresa reinveste esses lucros. Isto pode levar a receitas mais elevadas para a empresa e, como tal, os números podem aumentar muito ao fazê-lo.

Caso o rendimento dos dividendos aumente ao longo do tempo, acabará por obter um rendimento muito bom, na proporção do montante que investiu inicialmente.

No entanto, há alguns contras nesta abordagem. Primeiro, não é assim tão fácil escolher ações que vão continuar a gerar lucros durante um longo período de tempo. Nem todas as blue chip geram sempre dinheiro para os seus investidores. A Polaroid e a Kodak foram ambas consideradas blue chips, mas ambas acabaram por falir.

Segundo, ao passo que as ações blue chip geralmente geram ganhos constantes ao longo do tempo, os seus rendimentos médios são inferiores àqueles que receberia com ações em rápido crescimento, com um horizonte de tempo mais curto ou através da negociação ativa de ações blue chip.

Negociação de ações blue chip

Negociação de Ações Blue Chip

A negociação ativa em ações blue chip poderá ser muito lucrativa, se feita da forma correta. Embora o preço das ações blue chip das empresas não seja geralmente tão volátil, existem ações especulativas que apresentam muito mais riscos.

O movimento do preço das ações blue chip também é mais previsível. As ações destas empresas de elevada qualidade são, por vezes, sobre-compradas e demasiado caras, o que, em última análise, conduz a uma diminuição dos preços. No entanto, os grandes fundos institucionais estão sempre à procura de ações blue chip, se conseguirem obtê-las a bons preços.

Como trader, basta que espere que o preço baixe o suficiente e depois garanta que o volume de compra aumente e o preço suba. Quando observar um grande volume de negociação, saberá que as instituições estão a comprar a este preço – o que significa que a probabilidade de o preço da ação cair ainda mais é agora muito mais baixa. Isto dá aos traders uma aposta assimétrica, com um risco de descida limitado, mas com um potencial de subida significativamente superior.

Os traders inteligentes podem obter grandes lucros, passando de uma blue chip para uma outra promissora. Eles compram-nas a um preço barato quando veem um volume de compra superior e depois mudam a tendência até que o preço pare de subir. Depois, procuram a próxima ação blue chip barata que possam comprar.

Contratos futuros

Futuros são contratos derivados transacionados em bolsa que permitem aos traders alavancar e negociar tanto posições longas como curtas. Os contratos de futuros podem ser negociados com base em índices de ações, matérias-primas, obrigações e até mesmo grandes ações blue chip líquidas. Permitem que os traders ativos aumentem a sua posição sem investir mais capital. É evidente que este tipo de negociação aumenta tanto os lucros como as perdas. No entanto, se fizer uma gestão disciplinada do risco, tal poderá ser mais rentável do que negociar apenas a ação em si.

A desvantagem dos contratos de Futuros (para além do risco acrescido) é que o tamanho do contrato é geralmente demasiado elevado para a maioria dos clientes de retalho. Além disso, na maioria dos casos, é necessário ter uma conta dedicada junto de uma corretora de Futuros.

Contrato por Diferença (CFDs)

Os CFDs são outro tipo de derivados semelhantes aos contratos de Futuros, embora não sejam transacionados em bolsa. Os CFDs podem ser negociados diretamente junto dos bancos e corretoras. Em muitos outros aspetos, são semelhantes aos contratos de Futuros, mas têm dimensões contratuais inferiores – são frequentemente tão pequenos como um contrato de ações.

Os CFDs são ideais para clientes de retalho e investidores. Permitem que os traders alavanquem negociando sobre a margem e operando tanto posições longas como curtas. Os CFDs são, portanto, ideais para aqueles que queiram transacionar ações blue chip ativamente.

Fundos Transacionados em Bolsa (ETFs)

ETFs são cabazes de ações e são transacionados em bolsa, como as ações que lhes estão subjacentes. Na maioria dos casos, um ETF rastreia um índice como o Dow Jones Industrial Average, Nasdaq ou FTSE 100.

Uma vez que a maior parte dos principais índices de mercado de ações consistem principalmente em ações blue chip, os ETFs oferecem aos traders um veículo para operar um grupo de blue chips numa única operação. Os ETFs são menos voláteis e menos arriscados do que as ações individuais, mas também podem ser transacionados através dos CFDs e de outros derivados alavancados.

Opções binárias

Opções binárias também são uma espécie de derivado, mas apresentam um risco limitado, para o comprador. Uma opção binária é como uma aposta em saber se algo vai ou não acontecer. Ou resultará num grande lucro, ou ficará sem valor. Estes instrumentos podem ser negociados em diferentes mercados e em diferentes períodos de tempo.

Para aqueles que gostam de apostar no preço das ações blue chip, para atingirem um determinado nível, num dado momento ou data, as opções binárias devem ser definitivamente consideradas. No entanto, é sempre aconselhável ter cuidado e uma estratégia razoável de gestão de riscos.

Resumo

As blue chips podem proporcionar ganhos constantes, ao longo do tempo, mas também proporcionam grandes oportunidades de negociação para traders ativos. Existem também muitos instrumentos diferentes que podem ser utilizados pelos traders para operar blue chip, dependendo do seu estilo de negociação pessoal.

A Libertex é uma corretora e plataforma de negociação que oferece CFDs sobre 50 ações Americanas e Europeias, a maioria das quais são consideradas blue chip. Além disso, os clientes podem negociar CFDs sobre matérias-primas, índices, ETFs e criptomoedas com um efeito de alavancagem de até 30. Para testar a negociação de ações blue chip sem arriscar o capital real, poderá sempre abrir uma conta de demonstração.

Porque é que vale a pena operar CFDs com a Libertex?

Fundada em 1997, a Libertex é uma marca internacional e fiável, com mais de 20 anos de experiência nos mercados financeiros e na negociação online, servindo clientes em mais de 110 países. Todos os anos, a empresa consolida a sua posição de liderança, tanto nos mercados onde já se encontra presente como nos novos mercados nos quais entra com os seus produtos e serviços inovadores.

  • Corretora CFD licenciada e regulada
  • 2,2 milhões de clientes em todo o mundo
  • 213 ativos transacionáveis
  • 27 países abrangidos
  • 30 prémios internacionais

Vantagens da negociação de CFDs com a Libertex

  • 213 ativos transacionáveis
  • Plataformas de elevada velocidade, cómodas e fáceis de usar
  • Alavancagem de até 01:30 para clientes a retalho e de até 1:600 para clientes profissionais
  • 50% de desconto nas comissões para novos traders
  • Zero spread

Para trás

Negoceie com a Libertex!

Registe-se na Libertex e comece a negociar!

REGISTAR
Índice